Convocação – construção e deliberação do cronograma de greve dos servidores

Dentistas, enfermeiros e médicos da atenção básica de Fortaleza decretaram greve na manhã desta segunda-feira (19), durante ato em frente ao Paço Municipal. A deliberação aconteceu porque os servidores de nível superior da saúde conquistaram em 2013, após um longo período de negociação, a carga horária de 32 horas presenciais e 8 horas destinadas a capacitação profissional. No entanto, desde o começo do ano, a gestão municipal vem abordando os sindicatos sobre a determinação do cumprimento das 40 horas presenciais de jornada semanal. As entidades sindicais compreendem que, como essa é uma pauta que se relaciona a carga horária e portanto salário dos servidores, é de extrema importância que o prefeito Sarto se reúna com os servidores para negociar com o objetivo de o impasse ser resolvido.

No dia 07 desse mês, os sindicatos das respectivas categorias abordaram o prefeito durante a reinauguração de uma Unidade Básica de saúde e solicitaram uma reunião para discutir mais uma vez a problemática em questão e tiveram a promessa do Prefeito Sarto de que seriam recebidos, contudo, até agora não foi agendada nenhuma reunião com os sindicatos. A previsão é de que a Secretaria Muncipal de Saúde publique um portaria amanhã, dia 20/12/2022, que determinará que os servidores da atenção básica sejam obrigados a alterar sua carga horária presencial nos postos de saúde, praticada há 10 anos, sem ter ao menos a oportunidade de negociar com o prefeito.

Raquel Praxedes, coordenadora-geral do Sindiodonto ressalta que “a carga horária atual dos dentistas, médicos e enfermeiros foi uma conquista de uma greve de 2013 e agora em 2022, a gestão municipal quer retirar esse direito sem negociar e sem ouvir os servidores. Esse é presente de natal que o prefeito Sarto quer dar aos profissionais dos postos de saúde de Fortaleza, que em sua grande maioria trabalham em unidades em condições insalubres, com estruturas precárias e comprometidas, sem as devidas condições de trabalho e segurança. Raquel Praxedes ressalta ainda que ouvir os profissionais nesse momento é crucial para que se estabeleça uma conduta de real valorização do servidor, sendo esse um dos principais pilares para melhoria da assistência à saúde da população.

About the Author:Jeferson

Leave a Comment

WhatsApp FALE CONOSCO!